gototop

Parque de Exposições Agropecuárias da Granja do Torto

Parque de Exposição Agropecuárias Granja do Torto – PAGT possui área de 73,99 hectares e conforme levantamento realizado pela Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural - SEAGRI é composto por:

•  Prédio de administração do parque – 1855,99 m²;

  Picadeiro da administração – 1571,78m²;

  Prédio do restaurante - 679,52m²;

  Estande presidencial - 101,4m²;

  Estande Governamental 1 – 88,8m²;

  Estande Governamental 2 - 133,60m²;

  Estande Governamental 3 – 88,8m²;

  Estande Governamental 4 – 133,6 m²;

  Estande Governamental 5 – 133,6m²;

  Estande Governamental 6 – 88,8m²;

  Estande Governamental 7 – 122,4m²;

  Estande Governamental 9 – 122,40m²;

  Estande Governamental 10 – 122,40 m²;

  Estande Governamental 11 - 123,63 m²;

  Estande Governamental 12 - 122,83m²;

  Estande Governamental 13 – 122,40m²;

  Estande Governamental 14 – 126,54m²;

  Estande Governamental 15 –121,00 m²;

  Heliponto – 1.239 m²;

  Sanitário tipo “C” – 53,62m²;

  6 (seis) Galpões para Equinos – 619,40m² (cada); 

  2 (dois) Lavadouro para equinos - 73,40m² (total);

  Picadeiro para equinos (pista Ary Aranha) - 5.936m²;

  Complexo da Ovino caprinocultura – 2.476,63 m²;

  Bilheteria – 152 m²;

  Bar e restaurante– 296,30 m²;

  Galpões para Bovinos nº 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 9 e 10 – 825,55 m²(cada), totalizando – 7.429,95m²;

  Conjunto de Bar e Sanitário tipo A – 289,06m²;

  Pista de Esportes equestres – 6.537 m²;

  Conjunto de Bar e Sanitário tipo “B” - 305,76m²;

  Pavilhão de leilões – 951,68m²;

  Picadeiro com Área de Julgamento – Atual Área de Shows – 27.531m²;

  Posto de revenda de material agropecuário – 243,36 m²;

   Central de rações e alojamento – 386,84m²;

  Galpões para Bovinos nº 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19 – 825,55m² cada, com total de 5.778,85m²;

   Galpões para Bovinos nº 8, 12 e 13 - 825,55m² cada, totalizando 2.476,65 m²;

   Galpões para Bovinos nº 20, 21 e 22 - 825,55m² cada, totalizando 2.476,65 m²;

  Escola de equitação – 1.651m²;

  Tatersal Joaquim Roriz – 2.759m²;

  Picadeiro (pista coberta) – 4.896m²;

  Arquibancada Coberta – 1.440m²;

  Conjunto de Bar e Sanitários tipo A - 293,91m²;

  10 (dez) Galpões para Equinos – 296,50m² cada, totalizando 2.965 m²;

  Lavadouro para equinos – 183 m²;

  Casa de madeira - 147m²;

  Bar - 83,75 m²;

  Shopping do Leite - 70 m²;

  Shopping Rural - 268,75m²;

  Alojamento para peões – 860,14 m²;

  Pavilhão de Leilão de Elite (Vitrine) – 596,29 m²;

  Bilheteria - 131m²;

  Estande 63 m²;

  Galpão para Equinos – 426,20m²;

  2 (dois) Sanitários - 171,35 m² cada, totalizando 342,70m²; e

  Residência (próxima ao alojamento dos peões) – 150 m².

          A proposta pode contemplar as seguintes melhorias para que o PAGT tenha condições adequadas de uso:

1. construção, modernização ou ampliação dos recintos para alojamento de animais de material genético superior, priorizando o bem-estar animal;

2. atualização das subestações de energia do PAGT;

3. atualização de toda rede elétrica das áreas comuns do PAGT;

4. reconstrução de toda rede hidráulica do PAGT;

5. modernização das portarias prevendo guaritas e entrada identificada tanto de público quanto dos animais;

6. reforma do muro no perímetro do PAGT;

7. reforma e ampliação de alojamento para prestadores de serviços;

8. reforma da sede administrativa;

9. reforma de banheiros;

10. destinação de áreas e edificações para empresas de insumos agropecuários e empresas prestadoras de serviços para setor agropecuário;

11. destinação de áreas e edificações para demonstração de máquinas e equipamentos agropecuários;

12. destinação de áreas e edificações para instalação atividades dos ramos alimentício, hoteleiro e bancário;

13. sistema de reuso de água de chuva para aproveitamento na irrigação de gramados, banho de animais, limpeza de galpões, irrigação das pistas de esportes ou exposições dos animais;

14. aproveitamento dos resíduos de origem animal e vegetal para produção de compostagem permitindo assim a manutenção das áreas verdes do Parque e ajudando nos programas de agricultura urbana e nas políticas públicas de interesse do setor agropecuário; e

15. utilização de energia renovável.

          A proposta deve contemplar espaços físicos para entidades sem fins lucrativos relacionadas ao setor agropecuário, como associações e núcleos de criadores. 

Invista em Brasília

PPP-CCUG-site

VOCÊ ESTÁ AQUI: Início